Mais de 230 judeus ortodoxos foram expulsos na Guatemala

Tradução: Caminho Alternativo (destaque em negrito e sublinhado feito pelo blog)

 

(30-08-2014) Uns 230 membros do grupo ortodoxo judeu Lev Tahor abandonaram o município de San Juan La Laguna, no oeste da Guatemala, após um conflito com a comunidade indígena maya local, que denunciava discriminação contra os vizinhos, enfrentamentos com turistas e a intenção dos judeus de impôr sua religião e seus costumes, informa a imprensa local. Os membros de Lev Tahor, por sua parte, se queixaram de insultos, ameaças de corte no abastecimento elétrico e de água e de expulsão forçosa. Muitos dos membros da comunidade levavam seis anos vivendo na zona, enquanto que outros acabavam de chegar desde o Canadá, onde também houve tensões com as autoridades.

O Conselho de Anciões da comunidade após uma série de reuniões com representantes judeus finalmente decidiram pedir-lhes que fossem embora e os judeus começaram a carregar seus pertences em caminhões com a esperança de realocar-se dentro da Guatemala. Porém, não revelaram seu destino por temor a represálias. “Somos gente de paz e para evitar um incidente já começamos a nos preparar para ir embora. Temos direito a ficar, mas nos ameaçaram com nos linchar se não formos”, explicou o líder da comunidade Lev Tahor, Misael Santos.

Desde a comunidade maya defendem que atuaram “em defesa própria”. “A Constituição (guatemalteca) nos protege porque devemos conservar e preservar nossa cultura“, apontou um porta-voz do Conselho maya, Miguel Vásquez. Outros vizinhos denunciam mais abertamente seu comportamento “prepotente” e o incumprimento de acordos prévios como o de não se banhar nús na praia.

Mediação

A Procuradoria dos Direitos Humanos guatemalteca (PDH) mediou no conflito e patrocinou as reuniões entre ambas partes, mas finalmente não foi possível um acordo. Precisamente este organismo solicitou uma investigação às autoridades. “A PDH rechaça as ameaças proferidas em contra da comunidade judia e solicita às autoridades competentes sua pronta investigação. Lamenta que a comunidade judia tenha sido forçada a abandonar seu domicílio”, informou o organismo num comunicado recolhido no jornal “Prensa Libre”.

Além disso, a PDH “censura” a passividade do governador do departamento e do prefeito de San Juan La Laguna por não cumprir com sua obrigação de garantir a convivência pacífica e a segurança da comunidade judia assentada em dito municipio. “Os fatos apurados em San Juan La Laguna são humilhantes e discriminatórios e não podem ser tolerados por essa comunidade, nem por nenhuma. Devemos evitar sobre tudo a discriminação e ŕomover a harmonia e convivência pacífica entre todos os povos”, acrescenta o texto.

O documento lembra por último que nenhuma pessoa, autoridade, grupo nem comunidade têm direito ne está autorizada a fixar prazo a pessoas ou grupos estrangeiros para que saiam de nenhuma área do território nacional e que não é válida nenhuma justificativa, seja esta religiosa, política, ética ou moral.

Fonte: publico.es

Comentário do blog

O problema ocorrido no Canadá foi devido aos maus-tratos e abuso sexual de crianças, além de problemas para respeitar a própria legislação do Canadá. Por que não acusaram o Canadá de “expulsá-los” também?

A organização “Direitos Humanos” se comporta como a ONU dos Rothschild. A Palestina foi invadida há mais de 70 anos pelo sionismo Rothschild e nunca houve uma intervenção desta organização para impedir o genocídio palestino.

Há décadas Israel vêm massacrando o povo palestino e confiscando suas terras com o apoio da própria ONU.

 

O secretário geral da ONU colaborou em secreto com Israel para minimizar termos do relatório de investigação que confirmava a responsabilidade israelense nos ataques mortais às instalações da ONU entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009.

 

Após o recente massacre em Gaza com o assassinato de mais de 500 crianças palestinas, os israelenses acabam de anunciar que irão confiscar mais 400 hectares de terras palestinas em West Bank. Vão roubar mais terras para colocar no lugar mais judeus. E onde estão os “Direitos Humanos”?

Estão invertendo os valores, querem transformar a vítima no agressor e o agressor em vítima.

O povo Maya é um povo milenar, os verdadeiros donos da terra e estão defendendo legitimamente seus costumes. Nenhum estrangeiro têm o direito de chegar em seu território e alterar os costumes locais. Se os mayas não se banham nús publicamente em suas terras, então ninguém poderá. No Brasil funciona da mesma forma, exceto as praias nudistas que são regulamentadas e fiscalizadas, não é permitida a prática de nudismo, e quem o faz incorre em delito, se trata de ato obsceno. A obscenidade não é apenas vinculada à nudez, e nem tudo que envolve nudez é obsceno. Obsceno é aquilo que ofende o padrão médio da moralidade social e o padrão médio da moralidade social maya condena a nudez perante seus integrantes.

A tentativa de impôr a religião judaica ao povo maya lembra o que foi feito pelos europeus em toda a América há mais de 500 anos, quando tentaram converter os índios à religião católica para domesticá-los e assim permitir uma colonização mais fácil. A bandidagem européia conseguiu amansar os índios com religião e assim ampliaram o roubo de suas terras, suas riquezas e no fim de tudo dezenas de milhões de índios foram assassinados. Um verdadeiro genocídio cometido por causa da terra e dos recursos naturais.

 

[...]Embora na prática o extermínio indígena tenha prosseguido sem tréguas, no período entre 1500 e 1984 as idéias sobre os índios deram passos de gigante, no Brasil. Os portugueses, quando os “descobriram”, nem sequer admitiram a sua condição de seres humanos. Por algum tempo, os índios foram considerados selvagens sem alma, “inábeis para a fé católica” e que deviam “ser tratados e reduzidos a nosso serviço como animais brutos”. Essa situação perduraria até 1537, quando o papa Paulo III afirmou, em bula, que os índios eram homens e assim deviam ser tratados.

Diante disso, as coisas começaram a mudar. Em 1570, uma lei proibia formalmente a escravização dos índios. Mas ainda era necessário torná-los “civilizados”, isto é, convertê-los a todo custo à religião e aos costumes dos europeus.

Para isso, decidiu-se que ficariam sob a estrita responsabilidade dos religiosos, principalmente os jesuítas. E seriam agrupados e isolados em “aldeamentos”. Tratava-se de um conjunto de alojamentos onde, sob a administração dos jesuítas, os índios podiam falar a “língua geral” – o tupi -, mas também tinham que freqüentar a missa e aprender o português e ali não podiam andar nus.[...]

 

Fonte: midiaindependente.org

Curiosamente, no Irã existem milhares de judeus(o país com mais judeus depois de Israel), vivem sem problemas com o governo ou com os iranianos, porque os judeus de lá se comportam como devem, se integram à sociedade em que são recebidos. Este é um dos princípios ensinados pelos judeus do Neturei Karta.

 

[...]O Rabino Yisroel Dovid Weiss, porta-voz do Neturei Karta Internacional realizou a seguinte declaração na véspera do encontro com o Presidente Ahmadinejad.

“Sempre é um prazer ter a visita do presidente Ahmadinejad. Este será nosso terceiro encontro com ele além das múltiplas visitas que fizemos ao Irã no passado.

Devemos acentuar aos líderes iranianos que, apesar da histeria dos meios de comunicação e de alguns judeus mal informados, temos sentido a amizade e a irmandade de seu povo em relação a nós.
Embora nós como judeus não devemos nos misturar em assuntos politicos (segundo a lei judia devemos ser leais e fiéis cidadãos ao país que nos acolhe) temos apreciado em Ahmadinejad um caráter sumamente religioso, dedicado a um mundo pacífico baseado no respeito, a imparcialidade e o diálogo mútuo.

O judaísmo busca a paz. Desafortunadamente existem muitos judeus hoje em dia que foram influenciados pela filosofia sionista e provoca que a resposta judia a nossos inimigos, verdadeiros ou fictícios, seja a guerra, a luta armada e desafortunadamente arrastra a outras nações a que sigam este mesmo caminho.[...]

 

Fonte: nkusa.org

Portanto, se estes judeus não querem RESPEITAR os nativos mayas ou qualquer sociedade de qualquer país do mundo, que saiam ou se mudem para Israel.

Será que vão acusar os Mayas de “antissemitas” também?

Artigos relacionados

Há 3000 anos os judeus vivem no Irã e nunca foram perseguidos

Documentário: A História Sionista

CategoriasMundo Tags:,

A OTAN acorda criar uma força militar de reação rápida contra a Rússia

Tradução: Caminho Alternativo

 

(30-08-2014) Sete membros da OTAN tentam formar uma divisão militar universal de 10.000 soldados capazes de um deslocamento rápido em qualquer operação terrestre, naval ou aérea. O objetivo da unidade seria conter a Rússia, segundo o “Financial Times“.

O Reino Unido assumiria a liderança da nova unidade, informa o “Financial Times”. Os demais países participantes são Dinamarca, Letônia, Estônia, Lituânia, Noruega e Países Baixos, enquanto o Canadá expressou sua intenção de unir-se a este bloco. O primeiro ministro do Reino Unido, David Cameron, comentou que o anúncio oficial está planejado para a cumbre da OTAN em Gales em 4-5 de setembro.

A reunião em Gales terá como objetivo criar uma estratégia a longo prazo do fortalecimento da defesa dos membros da OTAN na Europa do Leste. Os detalhes da estratégia ainda são desconhecidos, mas se espera que a aliança combine um plano de treinamento intensivo das forças de reação rápida existentes.

As ações da OTAN para aumentar sua presença no leste da Europa se realizam sob o pretexto da proteção de seus aliados contra a suposta ameaça russa no marco da crise na Ucrânia.

Embora nenhuma entidade ocidental tenha conseguido apresentar provas definitivas da presença dos militares russos na Ucrânia, a retórica agressiva da OTAN e a atitude de certos membros do bloco, junto com a tentativa de apoiar os esforços militares de Kiev no leste da Ucrânia, gera as correspondentes respostas por parte da Rússia.

Fonte: RT

Comentário do blog

Ucrânia está perdendo a guerra contra os novorussos, perdem soldados, armas e terreno. Por isso a OTAN “abriu as portas” para a sua adesão como membro da Aliança.

A Rússia e China vão comercializar petróleo e gás apenas com suas próprias moedas nacionais, nada de petrodólar. É isto que mais incomoda a banca sionista. Pelo mesmo motivo Iraque e Líbia foram invadidos e seus líderes assassinados e expostos na mídia como troféus. A judia Hillary Rodomsky Clinton chegou a comemorar na TV o assassinato de Muamar Khadafi.

Já começaram a movimentar os exércitos contra a Rússia. O Canadá enviou caças para a Lituânia e estão próximos ao espaço aéreo russo para um eventual ataque. A Noruega enviou tanques para a Letônia. Toda esta atividade militar está sendo acompanhada pelo blog Sempre Guerra.

Enquanto a sionista OTAN se posiciona para o ataque militar, a mídia participa do plano propagando toneladas de mentiras sobre a Rússia para justificar um ataque a este país. Os sionistas querem um mundo unipolar, onde os banqueiros governem o mundo, algo como um governo babilônico/egípcio, e não um mundo multipolar, onde diversas nações soberanas e diferentes culturas possam coexistir. O desespero é tão grande que até um ex-agente da CIA propôs assassinar Putin.

Mas por que todo esse ódio ao Putin e à Rússia?

O eixo sionista não conseguiu convencer o mundo de que a Rússia derrubou o MH17, pelo contrário, ao anunciarem que o resultado da investigação sobre a queda do avião não será divulgado, automáticamente admitem que a Ucrânia derrubou o avião da Malaysia Airlines com seus caças.

Se a Rússia não faz parte do esquema sionista para o Governo Mundial, então fica evidente o motivo de estar sendo atacada por diversos lados. O que está em jogo é a continuidade do petrodólar da banca judaica ashkenazi, a fraude usureira criada pelos Rothschild, Rockefeller, Lazard, Goldman, Morgan, Warburg, Shiff no Federal Reserve(FED) estadunidense e a Rússia é um obstáculo.

A luta do ex-presidente dos EUA Andrew Jackson contra os Rothschild serve de exemplo no combate à usura desta maldita família que contribuiu para transformar este planeta numa inferno para 99% da população global. Devemos combater os banqueiros e corporações, soa repetitivo postar isto no blog, mas são estes nossos inimigos. Talvez se a humanidade se conscientizar disto, uma guerra mundial possa ser evitada.

 

Andrew Jackson

 

Portanto, já estamos na 3ª Guerra Mundial planejada em 1895 pelo Illuminati Albert Pike. Os pretextos para iniciar a guerra foram expostos e o resultado destas ações será uma guerra mundial nuclear. Os banqueiros querem a guerra, precisam da guerra e farão qualquer coisa para que isto aconteça. A dinastia de banqueiros conspirou durante séculos para que este evento final ocorresse, não vão largar o osso fácilmente.

Dentro de poucos dias(4-5 de setembro) teremos novas atualizações sobre esta gravíssima situação. Sugiro ao leitor que ignore o que diz a mídia corporativa brasileira sobre a Rússia, é apenas propaganda sionista e desinformação.

 

CategoriasMundo Tags:, ,

O negócio bilionário com o vírus Ebola

Tradução: Google tradutor

(28-08-2014) Os únicos dados de ensaios clínicos sobre o medicamento experimental Ebola ZMapp mostra que é 100% eficaz em estudos com macacos, mesmo nos estágios mais avançados da infecção.

Os pesquisadores, publicaram seus dados na revista Nature, disseram que era ” um passo à frente muito importante”.

No entanto, os suprimentos limitados não vai ajudar as 20.000 pessoas previstas para serem infectadas durante o surto na África Ocidental.

E duas das sete pessoas que receberam o medicamento, mais tarde morreram da doença.

ZMapp tem sido apelidado de “soro secreto”, uma vez que ainda está em fase experimental de desenvolvimento de drogas, já que até agora não há dados públicos sobre a eficácia.

Médicos se voltaram para ele, pois não há cura para o Ebola, que já matou mais de 1.500 pessoas desde que começou na Guiné.

cocktail

Os investigadores têm vindo a investigar diferentes combinações de anticorpos, uma parte do sistema imunológico que se liga ao vírus, como uma terapia.

Combinações anteriores mostraram alguma eficácia em estudos com animais. ZMapp é o mais recente cocktail e contém três anticorpos.

Ensaios em 18 macacos rhesus infectados com o Ebola apresentaram 100% de sobrevivência.

Estes incluíram animais que receberam a droga até cinco dias após a infecção. Para os macacos esta seria uma fase relativamente tardia da infecção, cerca de três dias antes de que se torne fatal.

Os cientistas dizem que isso é significativo como terapias anteriores precisavam ser dadas antes dos sintomas apareceu.

Um dos pesquisadores, o Dr. Gary Kobinger da Agência de Saúde Pública do Canadá, disse que este foi um grande passo a partir de combinações de anticorpos anteriores.

“O nível de melhora foi além da minha própria expectativa, fiquei bastante surpreso que a melhor combinação seria resgatar os animais, tanto quanto cinco dias, era uma notícia fantástica.

“O que foi muito excepcional é que podemos resgatar alguns dos animais que tiveram a doença avançada.”

Implicações humanas?

No entanto, há sempre o cuidado ao interpretar as implicações para os seres humanos a partir de dados de origem animal.

Um médico da Libéria, um dos três a tomar o medicamento no país, e um padre espanhol ambos morreram da infecção, apesar do tratamento ZMapp.

William Pooley, o primeiro britânico a contrair Ebola durante este surto, foi dada a droga experimental ZMapp como dois médicos norte-americanos que se recuperaram.

O curso da infecção em seres humanos é mais lento do que os macacos, por isso, têm sido cuidadosamente estimados que podem ser eficazes ZMapp tão tarde quanto dia nove ou 11 após a infecção.

Mas o Dr. Kobinger disse: “Nós sabemos que há um ponto de não retorno, onde há muito dano a órgãos importantes, por isso há um limite.”

O grupo quer iniciar testes clínicos em pessoas de avaliar verdadeiramente a eficácia da droga.

Comentando os resultados, o professor Jonathan Ball, virologista da Universidade de Nottingham, disse à BBC: “Antes, ZMapp era um mistério.

“Esta é uma melhoria incrível sobre os cocktails anteriores, para ter folga de 100% e, mais importante que a depuração quando eles começaram a mostrar sinais exteriores de infecção.”

Referindo-se aos sete pacientes tratados, ele acrescentou: “É evidente que há a ressalva de que todas as evidências em humanos é anedótica e nenhuma prova irrefutável foi lançado sobre o que acontece com o vírus nesses pacientes.”

Prof Peter Piot, diretor da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, disse: “Eu nunca pensei que 40 anos depois eu encontrei o primeiro surto de Ebola, esta doença ainda estaria levando vidas em uma escala tão devastador.

“Este estudo bem desenhado em primatas não-humanos fornece a evidência mais convincente até agora de que ZMapp pode ser um tratamento eficaz da infecção por Ebola em seres humanos.

Agora, é fundamental que os testes em humanos comecem o mais cedo possível.”

Fonte: bbc.co.uk

Comentário do blog

Relembrando as informações publicadas em outro artigo sobre o Ebola.

O ZMapp pertence ao laboratório Mapp Biopharmaceutical. No mesmo artigo é revelado que em 2008, George Soros possuia 20% da Mapp Biopharmaceutical.

Com a notícia do sucesso do soro em animais resolvi verificar o gráfico do mercado de ações da Mapp e descobri que não há registro, porque este laboratório foi adquirido pela Allergan Inc.(AGN) por quase US$ 1 bilhão em 2013.

 

 

Como não há registro para a Mapp, vejamos então as ações da Allergan.

A resposta do mercado à notícia sobre a “eficácia” do ZMapp foi imediata, este é o gráfico de hoje. Por voltas das 10:40am do dia de hoje(29-08) houve um salto na cotação e que se manteve estável ao longo do dia:

 

 

Mas parece que não é apenas o Botox nem os produtos oftálmológicos da Allergan que atraíram os abutres financeiros. Os conhecidos promotores do Governo Mundial e redução populacional global já perceberam quantos bilhões um medicamento contra o vírus ebola pode render.

 

(23 Mai 2014) Sector farmacêutico, petrolífero e cotadas que permitissem ganhar exposição aos emergentes estiveram no radar dos mega-investidores.

Estratégias diferentes. O mesmo objectivo: conseguir uma rentabilidade acima do mercado. Alguns dos investidores mais respeitados do mundo divulgaram recentemente ao regulador norte-americano as tácticas que utilizaram nos primeiros três meses do ano e quais as novas apostas para os mercados.

No entanto, é difícil encontrar uma tendência entre as apostas de George Soros,Warren Buffett, Bill Gates e John Paulson. Dos poucos factores em comum está a apetência pelo sector farmacêutico por parte dos gestores de ‘hedge funds’ George Soros e John Paulson, de acordo com dados coligidos pela GuruFocus com base nas comunicações feitas ao regulador. A área da saúde tem sido uma das que mais animação tem dado aos mercados desde o início do ano, com vários negócios de fusões e aquisições. Uma das apostas daqueles dois mega-investidores está a Valeant Pharmaceuticals. Esta farmacêutica canadiana anunciou em Abril uma oferta pela Allergan, a fabricante do Botox, dando seguimento a uma estratégia agressiva de aquisições que a colocou entre as maiores cotadas do sector. No entanto, na semana passada, a Allergan rejeitou a oferta, que tem sido marcado pelo activismo de alguns investidores, como Bill Ackman, por exemplo. Desde o início do ano, as acções da Valeant ganham 12%.

Paulson, que apostou forte nestes títulos (foram a segunda maior compra do trimestre) apostou ainda nas acções da Actavis, que está envolvida num processo de fusão, e da Vanda Pharmaceuticals. Estes títulos avançam 27% e perdem 14%, respectivamente. Das novas sete posições abertas por Paulson, a maioria foi em títulos do sector da saúde.

Já George Soros , apesar do investimento na Valeant, preferiu tentar encontrar novas oportunidades no sector petrolífero. Entre as novas compras do multimilionário estiveram acções da Baker Hughes (empresa que presta serviços e equipamentos na exploração de petróleo), da petrolífera Devon Energy, e da Marathon Petroleum (empresa de refinação e de transporte de petróleo). No total, Soros, conhecido por fazer uma alta rotação da carteira, abriu posição em mais de 150 novas cotadas.

Mas Warren Buffett e Bill Gates foram mais selectivos na hora de abrir novas posições. O ‘Oráculo de Omaha’ apenas adicionou uma nova cotada ao seu ‘portfolio’, abrindo posição na Verizon. E a aposta foi em grande, com a posição de Buffett a superar um valor de 500 milhões de dólares. Em 2014, os títulos da empresa de telecomunicações sobem 0,6%. Além desta nova acção no ‘portfolio’, aquele que é visto por alguns como o maior investidor de todos os tempos, reforçou nas acções da Wal-Mart, que, há já algum tempo, é uma das empresas com maior peso na carteira da Berkshire Hathaway. As acções da retalhista perdem 4% desde o início do ano.

Apesar de ser mais conhecido pela criação da Microsoft, Bill Gates é responsável por um veículo de investimento de quase 20 mil milhões de dólares, através da Fundação Gates. E, no início de 2014, tem apostado forte em mercados emergentes. Abriu posição nas acções do ‘franchising’ da McDonald’s para a América Latina, a Arcos Dorados.Estes títulos deslizam o,2% em 2014. A outra nova posição aberta por Bill Gates foi num fundo que investe em acções tailandesas, o Thai Fund. Este produto ganha 17% desde o início do ano, apesar da instabilidade política na Tailândia. A nível das vendas, Gates reduziu a posição na empresa de Warren Buffet, a Berkshire Hathaway.

 

Fonte: economico.sapo.pt

Em abril eles tentaram adquirir a Allergan sem sucesso, mas não desistiram e partiram para uma aquisição agressiva dois meses depois.

 

(17/06/2014) A Valeant Pharmaceuticals disse nesta terça-feira que vai lançar uma oferta de troca pela Allergan nesta semana – executivo da Valeant, Mike Pearson, disse que não vê razão para ajustar a oferta uma terceira vez.

As ações da Valeant perderam terreno por 10 sessões seguidas até segunda-feira, reduzindo o valor de sua oferta pela Allergan para cerca de 50,8 bilhões de dólares, ante 53,8 bilhões em 30 de maio.

“Ser hostil não é a nossa abordagem preferida”, disse Pearson. “Mas este negócio era tão estratégico e financeiramente atraente que isso realmente faz sentido.”

A Valeant realizou uma conferência pela Internet para rebater críticas recentes da Allergan e esclarecer os passos em direção a uma aquisição hostil, que pode ser arrastada para 2015.

A Pershing Square Capital Management, maior acionista da Allergan, planeja enviar documentos ainda neste mês para buscar uma reunião extraordinária para alterar a maioria do Conselho de Administração da Allergan, disse a Valeant.

Para acionar uma reunião extraordinária, a Pershing precisa ganhar apoio adicional de acionistas representando 15,3 por cento da Allergan. A Pershing detém 9,7 por cento da companhia.

Em comunicado, a porta-voz da Allergan, Bonnie Jacobs, disse: “Estamos confiantes que a Allergan pode criar muito mais valor para os acionistas do que a proposta da Valeant, que subavalia substancialmente a empresa, cria riscos e incertezas significativos para os acionistas da Allergan e não está nos melhores interesses da empresa e seus acionistas.”

 

Fonte: abril.com.br

Aquisições agressivas são até comuns na selva capitalista, mas quando se trata de George Soros, Bill Gates e Warren Buffet, três dos indivíduos que fazem parte da criação do Governo Mundial e promovem extermínio de 2/3 da população global, é bom ficar alerta.

Não demorou muito, eles finalmente conseguiram meter as mãos numa parte da Allergan e o caso foi parar na Corte Federal dos EUA.

 

[...]Em seu movimento de liminar, a Allergan vai procurar uma ordem de restrição contra a Valeant, Pershing Square, o Sr. Ackman e entidades filiadas a eles de exercer quaisquer direitos ou benefícios associados a ações da Allergan que foram adquiridas de forma ilegal. Tal ordem impediria a Valeant, Pershing Square, e o Sr. Ackman de votar suas ações em qualquer reunião especial.[...]

 

William(Bill) Ackman é um judeu bilionário assim como George Soros e também faz parte do seleto grupo elitista e sionista.

Já não bastasse a periculosidade do Ebola, agora a suposta cura de um vírus patenteado em 2009 pelo Governo dos EUA, poderá ficar nas mãos destes indivíduos.

O blog publicou em 2012 a aquisição da tecnologia de vacinas genéticas por parte da Microsoft, que  foi desenvolvida pela companhia Rosseta Biosciences e que anteriormente era propriedade da Merck.

Microsoft compra tecnologia eugenésica da Merck. Redução da população mundial?

Adicionarei mais informações nos comentários quando surgirem.

CategoriasMundo Tags:,