Lobby sionista já determinou quem será o Presidente da Argentina

As infomações abaixo são as evidências de que a Argentina, assim como outros países, são controlados pelo lobby judaico sionista.

No dia 28 de agosto de 2014 será realizada uma Conferência no Americas Society / Council of Americas, uma organização sionista chefiada pelos Rockefeller. Nomeada como ARGENTINA: ECONOMIC AND POLITICAL PERSPECTIVES, esta conferência será uma reunião para determinar quem será o próximo presidente da Argentina, como será composto o governo e que rumo a Argentina tomará.

 

 

Fonte: as-coa.org

Vejamos os nomes dos palestrantes nesta conferência:

 

Palestrantes

 

Conforme divulgado por Adrian Salbuchi, o novo governo argentino já está formado muito antes das “eleições”. Quem determina quem será candidato ou não é o lobby sionista. Os integrantes do futuro governo, pinçando dessa lista, serão muito provávelmente Sérgio Massa como Presidente e Daniel Scioli como vice-Presidente. Mauricio Macri também poderá compôr este governo.

Se as pessoas tivessem o mínimo de consciência já teriam percebido para quem esses indivíduos irão governar. Bastava acessar esse mesmo site e ler a lista de membros da Americas Society / Council of Americas(COA):

 

Council of Americas Members

 
 
AbbVie
The Abraaj Group
ACE Group
Advent International
Aeropuertos Argentina 2000
The AES Corporation
Akerman Senterfitt LLP
The Albright Stonebridge Group
American Express Company
American Tower Corporation
Amgen, Inc
Andes Energia plc
Andrade Gutierrez S.A.
Angelissima
Archer Daniels Midland Company
Arcos Dorados S.A.
Baker & McKenzie LLP
Banco Bradesco S.A.
Banco de la Nación Argentina
Banco do Brasil
Banco Santander
Bank of America
The Bank of Nova Scotia
The Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ, Ltd.
Barrick Gold Corporation
BBVA
BlackBerry
BlackRock
Bloomberg
Blue Water Worldwide LLC
BNP Paribas
BNY Mellon
The Boeing Company
Braskem S.A.
Bridas Corporation
Brightstar Corporation
Bunge Limited
Burson-Marsteller
CA Technologies
Camargo Correa
Cargill, Incorporated
Caterpillar Inc.
CELISTICS
Celulosa Arauco y Constitución (Arauco)
CEMEX
Chadbourne & Parke LLP
Chevron Corporation*
The Chubb Corporation
Cisco Systems, Inc.
Cisneros Group of Companies
Citigroup, Inc.
Cleary Gottlieb Steen & Hamilton LLP
The Coca-Cola Company
Colombian Coffee Federation, Inc.
Conduit Capital Partners, LLC
ConocoPhillips
Continental Grain Company
Corporación Multi Inversiones
Covidien
Covington & Burling LLP
Credit Suisse
Curtis, Mallet-Prevost, Colt & Mosle LLP
Daimler
Darden Restaurants Inc
Deutsche Bank
Diageo plc
DirecTV Latin America, LLC
Discovery Communications
Eastman Chemical Latin America, Inc.
EMC Corporation
Elliott Management
Empresas CMPC S.A.
Enel
eni
Ernst & Young LLP
Estée Lauder
Eulen America
European InterAmerican Finance, LLC
Everett Laboratories, Inc.
Exxon Mobil Corporation
FedEx Express
FERRERE
Financial Times
Finepoint Capital
Fintech Advisory, Inc.
Fitch Ratings
Fluor
Ford Motor Company
Freeport-McMoRan Copper and Gold Inc.
FTI Consulting, Inc.
gA – Grupo ASSA
General Electric Company
General Motors South America
Genneia S.A.
Genomma Lab
GlaxoSmithKline
Goldman Sachs
Google, Inc.
Greenberg Traurig, LLP
Grupo Empresarial Kaluz
Grupo Televisa, S.A.B.
Guardian Industries Corp.
Hamburg Sud
HBO Latin America
Hewlett-Packard Company
HSBC Securities (USA) Inc.
Hunton & Williams
IBM Corporation
IRSA Inversiones y Representaciones S.A.
Itaú Unibanco Holdings, S.A.
Japan Bank for International Cooperation
Johnson & Johnson
J.P. Morgan
Kellogg Co.
Kirkland & Ellis LLP
Kroll
Laboratorio de Productos Eticos C.E.I.S.A.
LATAM Airlines Group
Latam Securities
Latham & Watkins LLP
Latin Trade Magazine
Libra Capital US, Inc.
Manatt, Phelps & Phillips, LLP
ManpowerGroup Inc.
Marathon Asset Management
Mason Capital Management, LLC
MasterCard
Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados
MBA Lazard
McDonald’s Corporation
McLarty Associates
MeadWestvaco Corporation
Medtronic, Inc.
Mercantil Servicios Financieros, C.A.
Merck & Co., Inc.
MetLife, Inc.
Michels Corporation
Microsoft Corporation
Mitsubishi Corporation (Americas)
Mitsui & Co. (USA), Inc.
Mizuho Bank, Ltd
Mondelēz International
Monsanto Company
Moody’s
Mosbacher Energy Company
Motorola Solutions
Mylan Inc.
NEC
New York Life
News Corp / Fox
Nike, Inc
Odebrecht
Orel Solutions
Panedile Argentina S.A.I.C.F. e I.
PepsiCo
Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras
Pfizer Inc
Philip Morris International, Latin America and Canada
Pluspetrol
Prisa
The Procter & Gamble Company
Progress
Prospectiva Consultoria
Puente
PwC
Raytheon Company
Repsol
Riverwood Capital
Rockefeller & Co.
Ryder System, Inc.
SABMiller
Sempra Energy International
Shearman & Sterling LLP
Shell
Simpson Thacher & Bartlett LLP
Skadden, Arps, Slate, Meagher, & Flom LLP
SNC-Lavalin
Sojitz Corporation of America
Standard & Poor’s
Starwood Hotels & Resorts Worldwide, Inc.
Sudameris Bank
Sullivan & Cromwell LLP
Swiss Re
Television Association of Programmers Latin America
TATA Sons Ltd.
Techint Inc.
Telefónica Internacional USA, Inc.
Temasek
Time Warner/Turner
Tres Mares Group
UBS AG
Union Pacific Railroad
UPS
Viacom
Visa International
Wal-Mart Stores, Inc.
The Western Union Company
White & Case LLP
Xela Enterprises Ltd.
Yahoo! Inc.
YPF
Zemi Communications, LLC
*Patron Corporate Member
Elite Corporate Member

 

Após ler os membros dessa criminosa lista percebe-se que os postulantes ao poder na Argentina vão governar à favor desses membros, é um fato incontestável.

O mesmo vale para o Brasil, ninguém chega ao poder sem o crivo do sistema financeiro da usura internacional.

Se tivéssemos que mostrar os crimes e os interesses de cada banco e corporação dessa lista seria necessário escrever um livro. Mas resumidamente se nota para quem Sérgio Massa irá governar: para a banca judaica JP Morgan, para a Coca-Cola, para a genocida corporação bélica Raytheon, para a genocida Monsanto e principalmente para o capo de toda essa máfia que são os Rockefeller.

Vivemos na melhor “democracia” que o dinheiro pode comprar. Eleição é uma ilusão. Os “candidatos” são pré-selecionados por estes “centros de planejamento sionistas” e depois lançados na mídia que eles mesmos controlam.

Johan Galtung: “Os judeus controlam os meios internacionais”

Os banqueiros e as corporações colocam quem eles quiserem como gerentes locais de uma nação.

Como bem apontado por Adrian Salbuchi em seu artigo “Troca de dívida por território: A nova estratégia da elite global“, os banqueiros já estão armando o próximo governo argentino que irá assinar uma próxima renegociação de dívida dando como garantia o território argentino, especificamente a riquíssima Patagônia Argentina!

Pesquisando mais sobre o futuro gerente local da banca sionista para a Argentina, adivinhe por onde andou Sergio Massa para “divulgar sua campanha”?

Tradução: Caminho Alternativo (Muita atenção para o que foi colocado em negrito pelo blog)

 

Giro de Massa nos EUA: Política, Congresso Judaico e Financeiras

(23-03-2014) O deputado Sergio Massa – possível candidato presidencial para 2015 – já está pronto para iniciar sua tão anunciada agenda norteamericana esta semana.

O giro se inicia com uma reunião na segunda-feira no Departamento de Estado onde será recebido por Ricardo Zuñiga (assessor do presidente Barack Obama para a América Latina) e a sub-secretária para a região Roberta Jacobson. Nesta mesma reunião também comparecerá Luis Areaga da DEA. Em seguida Massa terá encontros com autoridades do Banco Mundial.

Na terça-feira Massa terá uma apresentação no Diálogo Interamericano e um almoço com especialistas do Banco Mundial sobre temas de saúde e educação. À tarde estará no Capitólio conversando com o Congressista Matt Salmon, republicano do Arizona, membro do comitê de Relações Exteriores da Câmara Baixa.

Na quarta-feira Massa será recebido pelo Secretário Geral da OEA; José Miguel Insulza. Também visitaria o Museu do Holocausto e terá uma reunão no Atlantic Council. O deputado também terá encontros com a imprensa local, como o jornal Washington Post e a emissora CNN.

Na quinta-feira parte para Nova York onde terá uma reunião no Council of Americas com o ex-Prefeito da cidade Rudolph Giuliani. Também terá um encontro com Jack Rosen do Congresso Judeu norteamericano. Também visitará os escritórios do Morgan Stanley.

Na sexta-feira estará no Congresso Judeu Mundial e também terá uma conversa no CFR (Council of Foreign Relations) e com seu presidente Richard Haass. Logo terá um encontro no JP Morgan, um encontro no Credit Suisse e no Roubini Global Economics.

Sem dúvidas uma agenda carregadíssima, muito intensa, digna de um candidato que está em campanha presidencial e que aproveita sua presença aqui para deixar clara sua visão com as mais altas autoridades, ONGs e centros financeiros. Não há dúvida: Massa veio a se apresentar ao Norte e seguramente haverá muito para dizer após sua visita.

 

Fonte: perfil.com

Todas as organizações citadas na notícia são evidentemente judaicas. Massa fez o que todos os candidatos nos EUA fazem, se ajoelham perante o lobby judaico sionista e prometem cumprir todas as ordens dadas pela estrutura de poder global(banqueiros e corporações). Após este giro ele seria o candidato ideal para Israel ou EUA, mas de forma alguma para o povo argentino.

O Council of Americas é chefiado pelos Rockefeller, o Banco Mundial é criação dos Rothschild, a DEA é a agência “anti-narcóticos” dos EUA que na verdade gerencia o narcotráfico internacional em conjunto com a CIA em favor dos banqueiros internacionais e o CFR e COA são conhecidos centros de planejamento globalista.

É nessas organizações criminosas onde se encontram os interesses do povo argentino?

Em relação ao congressista Matt Salmon, é um ativo promotor dos interesses de Israel em solo estadunidense. No ano passado ajudou a circular uma carta(feita por israelenses) no Congresso norteamericano pedindo que os EUA impedissem que palestinos presos por Israel fossem libertados. Uma clara demonstração do poder que o lobby israelense possui sobre o governo dos EUA.

Israelenses ocupam cargos chave no Governo dos EUA

Já a judia Roberta Jacobson é a promotora sionista para a América Latina, na Argentina ela está encarregada de responsabilizar o Irã pelo atentado terrorista contra a AMIA. Um atentado claramente de falsa-bandeira perpetrado pelo MOSSAD israelense para ter o pretexto de atacar o Irã.

Outro que está na lista de “palestrantes”, que fez o mesmo tour judaico e declarou apoio incondicional ao sionismo foi Mauricio Macri. O fez pessoalmente em Israel, ao lado de um dos maiores genocidas da atualidade, Benjamin Netanyahu.

 

O chefe do Governo portenho, Mauricio Macri, levou seu giro presidencial ao Oriente Médio Oriente. Se reuniu com o primeiro ministro israelense Benjamin Netanyahu, protagonista principal do conflito palestino-israelense, para priorizar as relações internacionais como parte de, o que espera, será sua futura gestão.

Um aperto de mãos e quinze minutos de conversa lhe serviram a Macri para transmitir a Netanyahu seu “compromisso na luta contra o terrorismo” e sua recusa ao memorándum de entendimento assinado pelo Governo com o Irã.

Macri chegou à reunião cerca das 9 da manhã (ás 3 da madrugada da Argentina) acompanhado do seu secretário de Relações Internacionais, Fulvio Pompeo, e em sua agenda têm previstas reuniões com dirigentes da oposição trabalhista e visitas a lugares santos para cristãos e judeus.

Mauricio e Israel se parecem. Os dois possuem um estereótipo negativo que querem e vão reverter“, afirmou com um sorriso Sergio Bergman, que é um dos principais acompanhantes do chefe de Governo e principal impulsor do encontro com o líder israelense. O deputado do PRO foi o encarregado de contar o recorrido realizado por meio da rede social Twitter.

Macri chegou ontem à Israel para continuar sua instalação como presidenciável de cara a 2015. O fez de forma que vêm trabalhando com seus assessores há algum tempo: procurando dar uma imagem mais afável e descontraída que a de há alguns anos, e reiterando que será “o presidente da mudança”. Ontem, enquanto caminhava pela rua Hayarkón, próxima à praia, prometia “não mudar” e seguir atendendo aos jornalistas se chegasse à Casa Rosada.

Seu primeiro teste israelense foi feito num anfiteatro ao ar livre: um grupo de argentinos que residem lá lhe realizaram várias perguntas. Solto e de bom humor, Macri ficou parado com seus sapatos sem meias, camisa azul e calça de vestir frente a meio centenar de jóvens recém chegados e veteranos de várias décadas, a maioria com críticas ao Governo e um pouco de nostalgia.

“Me dá muita pena que na Argentina as pessoas vivam com medo de sair às ruas”, lhe disse Micaela, jovem sanjuanina e reservista do exército. “Saí porque cansei da mudança de regras”, se queixou outro jovem. Perante as consultas, Macri repetia que no país “há uma mudança de clima evidente” e que “há seis meses o círculo vermelho dizia que não se poderia chegar ao poder sem um setor do peronismo, e hoje se pensa diferente”.

“Como se faz para gerar essa mudança com a corrupção que há?”, lhe perguntou um cinquentão. “Com este nivel de corrupção não se pode mudar, mas deve-se dar o exemplo dia a dia, de cima para baixo. Em todo o país há 15% de honestos, 15 de corruptos, e o outro 70 que se acomoda segundo a situação”, reflexionou.

O acompanhavam o ministro de Desenvolvimento Econômico, Francisco Cabrera; o rabino Bergman; o secretário de Relações Internacionais portenho, Fulvio Pompeo; porta-vozes, e funcionários chegados para a visita.

Convencido de que sua gestão motoriza uma mudança evidente em relação com Sergio Massa e Daniel Scioli (que o superam nas pesquisas conhecidas até agora), Macri jantou à noite com Jack Rosen, presidente do influente Comitê Judeu Americano. Hoje se verá com o primeiro ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ocupado há seis dias em recuperar com vida a três adolescentes ortodoxos sequestrados em Hebrón, a 40 quilômetros de Jerusalém.

O gira incluirá até a sexta-feira visitas a lugares santos para judeus e cristãos, como Belém, encontros com prefeitos e dirigentes de instituições judaicas, e um recorrido pelo Museu do Holocausto.

Fonte: argnoticias.com

Portanto, a agenda de Sergio Massa assim como a de Mauricio Macri é alinhar a Argentina aos interesses de Israel e do Sionismo Internacional e a primeira missão daquele que for “eleito” será assinar uma renegociação de dívida em troca de território quando estiver no poder, concretizando assim o “Plano Andinia“.

O primeiro passo para a criação de um “Novo Israel” na Patagônia Argentina foi dado.

General Thomas McInerney alerta para um novo ataque terrorista em 11-09-2014 e nível DEFCON 1

Como vêm sendo avisado há algum tempo, o lobby sionista pretende realizar um novo atentado terrorista de falsa-bandeira. Isto é, um novo 11 de setembro perpetrado por “terroristas islâmicos”, só que desta vez as consequências serão muito mais graves.

A informação foi divulgada pela judaica Fox News ao entrevistar o General(reformado) dos EUA Thomas McInerney.

No vídeo abaixo ele diz que não pode dar mais informações, mas que o nível de alerta de segurança para esta data deve ser DEFCON 1.

 

 

Agora, leia a notícia abaixo que relata o que foi divulgado pela Fox News(negritos colocados pelo blog).

 

No sábado a Fox News Channel “da América Notícias HQ,” o analista militar rede Ret. O tenente-general Thomas McInerney disse anfitrião Uma Pemmaraju que, a fim de abordar as atuais ameaças do ISIS, os EUA deveir para DEFCON 1, ou nosso mais elevado estado de prontidão, e estar preparado conforme nós conduzimos em 9/11“, porque ele advertiu que “podemos até ver um 9/11/14“.

McInerney apontou ao jato que está faltando o MH370 da Malaysia Airlines no início deste ano e disse:Em sete de setembro, uma grande rede de notícias e rede de publicação vai lançar um livro. Ela fará a terra tremer sobre o que está acontecendo e o que aconteceu . O fato é que podemos ver o MH-370 novamente em 9/11/14. Devemos ir para DEFCON 1, o nosso mais elevado estado de prontidão e estar preparado como nós conduzimos em 9/11 .

Pemmaraju perguntou: “Quando você diz que uma grande organização de notícias surgirá com a publicação, o que você está se referindo especificamente? Você pode aludir a quê, pode nos dar mais detalhes?

McInerney continuou: “Eu não posso dar-lhe mais do que o que eu acabei de dizer. Mas ele vai ser extremamente importante e a América deve tomar conhecimento. Estamos menos seguro hoje do que estávamos há seis anos.

O general confirmou novamente que a América deveria elevar o nível de ameaça terrorista neste momento à frente do aniversário do 9/11.

 

Fonte: breitbart.com

O próprio General revela duas informações implícitas importantíssimas. Primeiro é que o voo MH-370 não “sumiu”, ele foi sequestrado, provávelmente pelo Exército dos EUA ou pela CIA para a base militar de Diego Garcia, justamente para servir como arma num futuro atentado de falsa-bandeira. Segundo, ele diz que “vai aparecer um livro ou alguma publicação na mídia sobre o 9/11″. Isto indica que o tal livro contará a verdade sobre os ataques de 9/11 e irá apontar aos verdadeiros culpados. Ou seja, vai revelar que Israel, Arábia Saudita e o próprio governo dos EUA projetaram e executaram os ataques através do MOSSAD israelense e a CIA. Esta revelação seria catastrófica para a estrutura de poder global, logo, criar uma guerra mundial para impedir que a humanidade os degole parece ser a “saída de emergência”.

É sempre bom lembrar que em 2001 usaram a Al-Qaeda para demonizar os muçulmanos e ter o pretexto de atacar os países do Oriente Médio. Em 2014 vão usar o EIIL para fazer um novo ataque.

Veterano do Corpo de Marines dos Estados Unidos: “A verdade por trás do 9/11 aniquilaría Israel“

Jornal The Independent de 1993: “Guerreiro anti-soviético coloca seu exército no caminho da paz”

Em 2001 a Fox News publicou a morte de Osama Bin Laden

Lobista israelense quer um novo “Pearl Harbor” para forçar os EUA irem à guerra contra o Irã

Nenhum marinheiro viu “enterro secreto” de Osama Bin Laden no mar

O ISIS(EIIL – Estado Islâmico), é uma “Al-Qaeda 2.0″, criada pelo MOSSAD israelense em conjunto com a CIA. É financiado e armado também por países árabes e europeus, como a França. O seu objetivo é atacar os países que ainda não estão alinhados ao sionismo internacional no Oriente Médio e permitir a criação de um “Grande Israel“.

 

 

 

O ISIS/EIIL, assim como a Al-Qaeda, jamais atacaram Israel e nem o farão. Abu Bakr al-Baghdadi, o chamado “Califa”, o chefe do ISIL (Estado Islâmico no Iraque e do Levante) é um judeu chamado Elliot Shimon, um agente operativo treinado pelo MOSSAD/CIA.

 

Abu Bakr al-Baghdadi é o judeu Elliot Shimon, o novo “Osama Bin Laden” do eixo sionista, agente do MOSSAD israelense e CIA

 

Um analista político diz que um eixo do mal está comprimindo os EUA, a Arábia Saudita e Israel está financiando e armando militantes do ISIL takfiri com o objetivo de expandir o regime sionista, relata Press TV.

Em entrevista à Press TV, no sábado, Rodney Shakespeare disse que Washington e seus dois aliados criaram, armaram e financiaram o grupo terrorista Takfiri contra os países do Oriente Médio que se opõem ao expansionismo de Israel.

 
Faz parte da política sionista para dividir o Iraque . Faz parte da política sionista em esmagar qualquer Estado independente Oriente Médio, que poderia fornecer uma oposição à expansão de Israel, ” disse Shakespeare. Acrescentando: ” Israel quer expandir, eventualmente, para o Iraque e para o Nilo. Esta divisão dos países do Oriente Médio faz parte da política sionista.
 

Iraque tem vindo a lutar contra os terroristas ISIL takfiri desde que assumiu o controle de Mosul em 10 de junho A aquisição foi seguida pela queda da cidade de Tikrit, localizada a 140 quilômetros (87 milhas) ao noroeste da capital, Bagdá. O controle de Tikrit foi posteriormente retomada pelo exército iraquiano.

Soldados do exército iraquiano foram envolvidos em intensos combates com os militantes em diferentes frentes e até agora têm sido capazes de empurrar para trás militantes em diversas áreas.

Terroristas do ISIL ameaçaram todas as comunidades, incluindo xiitas, sunitas, curdos, cristãos, curdos e Izadi, e outros, à medida que continuam os seus avanços no Iraque. O ISIL prometeu continuar seu ataque para a capital, Bagdá.

 

Fonte: presstv.com

Como as próprias notícias e investigações revelam, o próximo ataque terrorista nos EUA(ou Europa) será efetuado pelo MOSSAD mas acusando o EIIL de tê-lo perpetrado, uma operação idêntica ao atentado de11/09/2001 ao World Trade Center, quando a Al-Qaeda foi apontada como a culpada pelos ataques.

E qual o significado disto tudo? Os sionistas estão “chutando o balde”. Vão por tudo ou nada para criar o seu Governo Mundial Nazi-Sionista, nem que precisem detonar uma bomba nuclear nos EUA e/ou Europa ou até atacar a Rússia com os mísseis nucleares da OTAN.

Polônia e Países Bálticos exigem que a OTAN ataque a Rússia com o “Escudo” de mísseis balísticos da Europa

Outra informação importante que não foi muito divulgada foi que o EIIL teria conseguido “roubar” material nuclear do Iraque para fabricar uma bomba nuclear. Talvez eles mesmos digam futuramente que este material foi usado para construir uma bomba nuclear quando o ataque ocorrer.

 

ISIS Obtém Materiais Nucleares, poderão obter bombas atômicas da Índia, Arábia ou no Paquistão

(CNN) - Militantes no Iraque se apoderaram de material nuclear da Universidade de instalações de ciência perto da cidade de Mosul, o governo iraquiano disse em uma carta às Nações Unidas.

Mas dois funcionários dos EUA disseram à CNN na quarta-feira que as pequenas quantidades de urânio enriquecido não são para armas, levando apenas mínima preocupação.

A carta do embaixador da ONU no Iraque sobre os compostos de urânio pede ajuda “para afastar a ameaça de seu uso por terroristas no Iraque ou no exterior“, pois o país luta contra uma insurgência mortal.

Na carta, obtida quarta-feira pela CNN, o embaixador iraquiano Mohamed Ali Alhakim disse que “grupos terroristas tomaram o controlede cerca de 40 quilogramas (90 libras) de compostos de urânio em departamentos de ciência da Universidade de Mosul depois dos sites “saiu do controle do Estado.” [...]

 

Fonte: newsrescue.com
 

Conclusão

 
A partir de agora, com este anúncio feito pelo General, podemos imaginar o que vêm por aí. Um ataque nuclear que poderá ser realizado com o avião da Malaysia Airlines, voo MH-370, carregado com uma bomba atômica ou “bomba suja”. A própria nota de cem dólares indica a possibilidade deste ataque com “avião nuclear”. E o alvo poderia ser Nova York, a dica foi dada pelo próprio Barack Obama ao dizer no dia 26-03-2014 que estava “muito mais preocupado com um ataque nuclear em Manhattan do que com as ações da Rússia“.

 

 

Seguirei atualizando quando houver mais informações.

Artigos relacionados

Secretário de Defesa dos EUA alerta que estão em “pré-9/11″

Engenheiro da IBM que estava no voo MH370 da Malaysia Airlines teria revelado sua localização

Jacob Rothschild mandou “desaparecer” o voo MH370 da Malaysia Airlines

CategoriasMundo, Uncategorized Tags:, , ,

Polônia e Países Bálticos exigem que a OTAN ataque a Rússia com o “Escudo” de mísseis balísticos da Europa

Tradução: Google tradutor

 

MOSCOU, 24 de agosto (RIA Novosti) – Vários países membros da OTAN estão supostamente pressionando uma agenda para atacar a Rússia com o “escudo” de mísseis balísticos, controlado pelos EUA, que está sendo construído na Europa para supostamente proteger a União Europeia contra o Irã, disse o jornal Der Spiegel da Alemanha neste domingo.

De acordo com o jornal alemão, o impulso vêm da Polônia e o trio báltico da Letónia, Lituânia e Estónia, que afirmam que “se sentem ameaçados pela intervenção da Rússia na Ucrânia.”

Antes da cimeira da OTAN, no final da próxima semana, os quatro países pediram ao bloco militar mencionar Moscou como um potencial agressor em seu comunicado na cúpula e se salvaguardar contra a Rússia no documento, como fizeram com o Irã.

“A maioria, especialmente na Alemanha, se opõem [a proposta] para não provocar Moscou desnecessariamente, porque a OTAN passou anos tentando garantir os russos que o seu escudo anti-míssil não teria como alvo deles”, disse Der Spiegel.

O jornal alemão disse que mais debates foram adiados até depois da cúpula, que está prevista para setembro 4 e 5 em Newport, South Wales.

A mudança veio depois da OTAN criticar a Rússia por supostamente ordenar o seu comboio de ajuda humanitária através da fronteira com a Ucrânia, que ela diz, foi uma flagrante violação da soberania da Ucrânia.

O embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, respondeu que a permissão de Kiev foi concedida a Moscou no dia 12 de agosto, enquanto a Cruz Vermelha deixou de escoltar o comboio após deixar os 227 caminhões retidos na fronteira por uma semana. Os veículos foram revistados por funcionários aduaneiros da Ucrânia e confirmaram estar carregando comida, água e geradores para a cidade sitiada de Luhansk no leste da Ucrânia.

OTAN acusou repetidamente a Rússia para a escalada das tensões na Ucrânia e a construção de armas e tropas na fronteira do país. A aliança tem usado a crise para justificar uma expansão das suas forças militares perto das fronteiras russas, batendo-se o número de missões de patrulhamento aéreo na Europa Oriental. Hoje, os Estados Unidos têm bases de defesa antimísseis na Turquia, Bulgária, Polônia e República Checa.

Fonte: en.ria.ru

Comentário do blog:

Para entender o que ocorreu de fato com o comboio russo de ajuda humanitária recomendo a leitura do artigo abaixo publicado no blog Rede Castor Photo.

O que significa a decisão dos russos, de introduzir o comboio humanitário em território da Novorússia

A 3ª Guerra Mundial já começou.

Em relação à propaganda, os meios corporativos sionistas querem enganar as massas de que a Rússia é o “agressor”. O sionismo cria os “inimigos” e os divulga para as massas. Primeiro foram os “comunistas”, depois os “terroristas islâmicos” e agora é a vez dos russos. Basta olhar um mapa e comprovar que a Rússia é quem está sendo ameaçada pelas bases militares da OTAN e EUA. O mesmo vale para o Irã.

No vídeo abaixo, Agneta Norberg, do Swedish Peace Council, mostra no mapa onde estão estas bases e onde estão os submarinos nucleares.

 

 

No fim do vídeo Agneta recomenda a leitura do livro: The Bases of Empire: The Global Struggle against U.S. Military Posts

 

 

 

Artigos relacionados:

Queremos nossa guerra e a queremos agora!

O sionismo quer levar a humanidade à uma 3ª Guerra Mundial

Tsar-Bomba a bomba nuclear russa de 50 Megatons

CategoriasMundo Tags:, ,