Jornal holandês Spits: “Holanda e EUA se preparam para a invasão na Ucrânia”

Tradução: Google tradutor

 

(19-07-2014) Mark Rutte uma diretriz diplomática pode ter feito para o exterior Vladimir Putin nos bastidores é um Plano B forjados. Juntamente com os Estados Unidos que as fontes de relatórios de Spitsnieuws.nl na Polônia, que estão perto da Embaixada dos EUA.

A cerca de 20 km a partir dos poloneses da capital Varsóvia holandês, mas a maioria das tropas norte-americanas se preparam de acordo com nossas fontes para uma invasão na área onde os destroços do vôo quinta-feira MH17 Malaysia Airlines caiu. Assim, pode, possivelmente, também F-16 holandeses serão implantados, estes normalmente realiza vôos de patrulha sobre os Estados Bálticos. Ambas as autoridades holandesas e norte-americanas até agora não foi expressa em um plano B.

Plano B


Tanto o primeiro-ministro Mark Rutte e o ministro dos Negócios Estrangeiros Frans Timmermans tarde deu separadamente com a situação em torno do acidente de avião no leste da Ucrânia por querer resolver. Canais diplomáticos, enquanto isso, seria, portanto, também está trabalhando em um plano B.

A ação militar não parece muito crível após as duras palavras que o presidente Barack Obama falou na noite de ontem. Pode ser que uma vez que Washington tem causa suficiente, o local do acidente por soldados serão tomadas, rastreados e separatistas saqueadores são presos adotado. Então normal, independente de pesquisa pode ser realizada e os restos dos passageiros do vôo desastre estão corretamente recuperado.

ATUALIZAÇÃO 20 de julho 00:24 Os EUA, Ucrânia, Geórgia e Moldávia, um importante estado aliado não-NATO concedido. Troca de assistência militar, incluindo os sistemas de defesa e pequena artilharia e inteligência para ser feita facilmente.

Fonte: spitsnieuws.nl

Comentário do blog:

Peço desculpas ao leitor pela péssima tradução do Google tradutor mas o idioma em questão é o holandês e o site não possui a matéria em inglês nem em espanhol.

Apesar da tradução estar sofrível é possível extrair do artigo o que está acontecendo do outro lado do mundo por baixo dos panos. Estão concretizando a 3ª Guerra Mundial e para esta guerra a banca sionista usa a OTAN, arrastrando nações para a destruição mútua através de seu artigo 5º.

Um detalhe, Holanda foi envolvida na guerra porque haviam 192 holandeses no voo MH17, este é outro pretexto que irão usar para ir à guerra contra a Rússia. Sim, porque o objetivo real não é a resistência russa na Ucrânia, é a Rússia!

Artigos relacionados:

O sionismo quer levar a humanidade à uma 3ª Guerra Mundial

EUA planeja ataque nuclear contra a Rússia e China

CategoriasMundo Tags:,

Os Rothschild conseguiram o controle eletrônico da cotação da prata e agora querem o ouro

Tradução: Caminho Alternativo

 

(19-07-2014) Após quase um século de história, o sistema por onde se fixa o preço do ouro poderia desaparecer em breve, já que os quatro bancos que gerenciam o indice global anunciaram que estão buscando um organismo independente que se ocupe disto.

O preço fixado duas vezes ao dia, que utilizam mineradoras, bancos centrais, joalherías e a indústria financeira para negociar lingotes de ouro e contratos de preços de derivados, perderam brilho devido à preocupação sobre sua transparência e a sua vulnerabilidade a manipulação.

Os reguladores intensificaram o controle dos mercados de metais preciosos a raiz do escândalo da libor e a investigação sobre a manipulação do mercado de divisas que afeta a vários bancos. A Autoridade de Conduta Financeira britânica multou a Barclays em 26 milhões de libras em maio pela pouca rigurosidade de seus controles depois de que um de seus operadores influisse sobre o preço do ouro.

Os bancos explicaram que estudariam propostas «para nomear a uma terceira parte que assuma a responsabilidade» de fixar o preço do ouro.

Também querem nomear um presidente independente e estão elaborando um código de conduta. A Associação do Mercado de Lingotes de Londres, que trabalha com os bancos para encontrar ao novo administrador, informou que é cedo para dizer que método será adotado, mas partindo das reações sobre o sistema para a prata, seria «estranho que o processo de fixação do ouro não fosse similar».

Thomson Reuters e o operador da Bolsa CME Group ganharam na semana passada a concorrencia para gerenciar uma nova versão eletrônica do sistema de fixação do preço da prata em Londres.

Embora o novo referente para a prata manterá o processo baseado nos leilões para emparelhar a compradores e vendedores, as operações eletrônicas substituirão as teleconferências fechadas gerenciadas pelos bancos membros, e será um algoritmo o que determinará o preço de saída.

Fonte: expansion.com

Comentário do blog:

Nos vendem a ideia de que a tecnologia é a solução para a manipulação e roubalheiras financeiras, quando na verdade é o inverso. Os banqueiros lucram com a fraude eletrônica financeira.

Quando se pesquisa sobre os membros da Thomson Reuters encontramos além dos próprios Thomson, a IBM, o Deutsche Bank e…adivinhem?

 

Fonte: businessweek.com

Sem que ninguém soubesse, a mídia corporativa sionista jamais irá informá-lo, os Rothschild “ganharam a concorrência” para fixar a cotação da prata através de meio eletrônico e agora irá fazer o mesmo com o OURO!

Para entender como funciona a manipulação das cotações e transações eletrônicas internacionais sugiro ao leitor estes dois artigos.

A Matrix existe e está tomando o controle dos mercados financeiros

As máquinas que controlam a economia

Em tempos onde computadores controlam tudo e todos, a chave para a fraude e lucros trilionários da banca sionista reside nos algorítmos. E é assim que “meia dúzia” de famílias de banqueiros governam o mundo.

CategoriasMundo Tags:, ,

Míssil ucraniano que atingiu o voo MH17 da Malaysia Airlines teria como alvo o avião presidencial de Putin

De acordo com as últimas notícias, o voo MH17 da Malaysia Airlines foi abatido por um míssil de longo alcance disparado desde a Ucrânia e teria como alvo o avião presidencial de Putin.

Segundo publicado pelo Rusia Today citando como fonte a agência Interfax:

 

O objetivo o míssil ucraniano que impactou contra o Boeing da Malaysia Airlines poderia ser o avião do presidente russo, Vladímir Putin, segundo uma fonte na Aviação da Rússia citada pela agência russa Interfax.

A fonte que falou com a Interfax sob condição de anonimato disse que há probabilidade de que o alvo do míssil ucraniano lançado desde terra ou desde um avião ucraniano poderia ter sido o avião presidencial russo.

“Posso dizer que o avião presidencial e o Boeing da Malaysia Airlines se cruzaram no mesmo ponto e no mesmo nível. Isto ocorreu cerca de Varsóvia no nível de voo 330a a uma altitude de 10.100 metros. O avião presidencial estava ali ás 12:21 GMT e o avião da Malaysia Airlines ás 11:44 GMT”, precisou a fonte. 

 

Fonte: RT

De acordo com o último tuite da Malaysia Airlines o voo MH17 estava em espaço aéreo ucraniano quando perderam contato.

 

 

Tudo leva a creer que os nazis ucranianos erraram o alvo, miraram no avião presidencial russo para assassinar Putin e acertaram o voo comercial MH17 com cerca de 300 passageiros.

Outro fato curioso é que o avião presidencial russo é muito parecido com o avião da Malaysia Airlines(imagem enviada por @pmsxa):

 

 

Editado: 21-07-2014

Se houver algum leitor se perguntando por que o Kremlin não acusou esta tentativa de assassinato do presidente Putin, deixo um trecho de um artigo de Paul Craig Roberts que explica o motivo.

 

[...] é preciso ter bem claro que qualquer tentativa pelos ucranianos de assassinar o presidente da Rússia implica guerra – exatamente a guerra que a Rússia quer evitar. Implica também a cumplicidade de Washington na tentativa de assassinato, porque é altamente improvável que os fantoches de Washington em Kiev arriscar-se-iam a cometer ato tão perigoso, se não contassem com o apoio dos EUA.

O governo russo, que é inteligente e racional, com certeza negaria todas as notícias sobre uma tentativa, por Kiev e Washington, de assassinarem o presidente russo. Se não negar, a Rússia fica obrigada a tomar alguma providência – quer dizer: também implica guerra.

A segunda explicação é que os extremistas pró-Europa-EUA que operam por fora do aparelho militar ucraniano oficial tenham concebido um atentado para derrubar um avião de passageiros, para inculpar a Rússia. Se houve um atentado, o mais provável é que tenha sido gerado pela CIA ou por algum braço operativo de Washington; e visaria a forçar a União Europeia a parar de opor-se às sanções de Washington contra a Rússia, além de contribuir para romper valiosos laços econômicos que conectam a Rússia à Europa. Washington está frustrada por suas sanções continuarem a ser unilaterais, sem apoio dos fantoches dos EUA na OTAN, nem de qualquer outro país no planeta, exceto talvez do cachorrinho-de-madame e primeiro-ministro britânico.

 

 

‘Vazamento’ na Casa Branca: Ucrânia fez isto

Em um artigo de hoje feito por Robert Parry do Consortium News, uma fonte de inteligência que sabemos ser um alto oficial da Casa Branca disse à Parry que os EUA está sentado em imagens de satélite mostrando as forças ucranianas abatendo o voo MH17.

“O que eu tenho dito por uma fonte, que forneceu informações precisas sobre assuntos semelhantes no passado, é que as agências de inteligência dos EUA não detalharam imagens de satélite da bateria de mísseis que provávelmente lançou o fatídico míssil, mas a bateria parece ter estado sob o controle das tropas do governo ucraniano vestidas com o que parecem uniformes ucranianos.

Fonte: PressTV

Continuarei atualizando o artigo ou publicando nos comentários.

CategoriasMundo Tags:, , ,